04/10/2020

São Francisco de Assis

No dia 4 de outubro celebramos o dia de São Francisco de Assis!

O rapaz orgulhoso, vaidoso e rico, que abandonou uma vida de bem-estar e egoísmo para desposar a “Senhora Pobreza” e se configurar totalmente a Cristo!

Francisco nasceu em Assis, na úmbria (Itália) em 1182, filho de comerciante, o rapaz era apaixonado pelas guerras. Certa vez, quando ele foi batalhar como cavaleiro, Francisco ficou doente, e acabou ouvindo a voz do Patrão que lhe dizia: “Francisco, a quem é melhor servir, ao amo ou ao criado?”. Ele respondeu que ao amo. “Porque, então, transformas o amo em criado?”, replicou a voz.

Iniciou-se assim, a sua conversão. Começou a visitar e servir aos doentes, até dar de presente suas roupas e dinheiro. Desta maneira desenvolvia seu espírito de pobreza, humildade e compaixão.

Francisco recebeu um chamado especial de Deus, enquanto rezava na Igreja de São Damião, pareceu-lhe que o crucifixo repetia três vezes: “Francisco, vai e repara a minha Igreja que, como vês, está toda em ruínas”. Francisco imaginou que deveria reconstruir o templo material, mas sua missão era muito maior!

Querendo configurar-se totalmente a Cristo, Francisco decidiu sair de sua casa e pedir abrigo ao sacerdote do templo, que o aceitou. Mas, o pai do jovem não queria permitir aquilo de forma alguma. E em golpes, levou o filho para casa e o prendeu!

Caridosamente tocada por tal situação, a mãe de Francisco o libertou, e o rapaz voltou logo para o templo. Vendo que seu pai novamente o vinha buscar, Francisco tomou uma forte decisão. Abandonou tudo para viver como eremita, abandonando até mesmo as roupas do corpo que pertenciam ao seu pai terreno.

Depois de despojar-se de tudo, São Francisco exclamou: “Agora posso dizer, Pai Nosso que estais nos Céus”.

Com o tempo, mais pessoas começaram a compartilhar do mesmo modo de vida de São Francisco, e assim, surgiu a Ordem Franciscana, sendo a pobreza o fundamento de sua espiritualidade.

O pai seráfico, já enfraquecido por tanta penitência e cego por chorar o Amor que não é amado, morreu em Porciúncula deitados nas humildes cinzas dia 3 de outubro de 1226.

Passados dois anos incompletos, em 16 de julho de 1228, o Pobrezino de Assis foi canonizado por Gregório IX.

São Francisco de Assis, rogai por nós!