20/05/2020

São Bernardino de Sena

“Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra”. (Filipenses 2, 10)

Hoje voltemos nosso olhar para a vida de São Bernardino de Sena, presbitério, pertencente a Ordem dos Frades Menores. Nascido em 1380, na Toscana, exerceu o ministério sacerdotal com grande zelo, imitando em tudo o Bom Pastor, infundindo nos corações um ardente amor por Cristo, sua Santa Igreja, e pela devoção ao Santíssimo Nome de Jesus.
Os santos são setas que apontam caminhos que nos levam até Cristo. Seguindo o mandato de São Paulo que pede que “Sede meus imitadores, como também eu o sou de Cristo” (1Cor 11, 1), sejamos imitadores de São Bernardino de Sena, sua intimidade com Jesus e sua obediência à ordem do Mestre de ser sal e luz do mundo (Mt 5, 13-14).


Em sua vida, São Bernardino de Sena não hesitou em trazer união por onde passava. A exemplo de São Francisco de Assis que pedia que “onde houver guerra que eu leve a paz”, ele trouxe paz para muitos vilarejos assolados por brigas políticas e religiosas.
O santo se destaca pela grande devoção ao Santíssimo Nome de Jesus, já que em sua vida, o Mestre nos transmitiu o ensinamento que “tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei” (Jo 14, 14). Vejamos as palavras do santo sobre a devoção:

O nome de Jesus é a luz dos pregadores porque ilumina com o seu esplendor os que anunciam e os que ouvem a sua palavra. Por que razão a luz da fé se difundiu no mundo inteiro tão rápida e ardentemente, senão porque foi pregado este nome?[...] Portanto, é necessário proclamar este nome para que a sua luz não fique oculta, mas resplandeça. (Sermão n. 49)

Peçamos com confiança a sua intercessão para que aprendamos a levar a paz onde houver guerra e que em todas as necessidades seja invocado com confiança o nome de Jesus.

São Bernardino de Sena, rogai por nós!