27/11/2020

Santa Catarina de Labouré

Muitos conhecem a famosa Medalha Milagrosa, mas não são todos que conhecem Santa Catarina de Labouré – cuja santidade de vida celebramos no dia 28 de novembro – a vidente de Nossa Senhora das Graças.

Catarina nasceu no seio de uma numerosa família camponesa, na singela e pacífica vila de Fain-les-Moutiers, na França. Sua mãe morreu quando Catarina tinha apenas 9 anos, desde então, o papel de Mãe e Protetora de Nossa Senhora se tornou ainda mais intenso.

Apesar da pouca idade, a jovenzinha se empenhou em exercer o papel materno na vida dos irmãos. Sempre piedosa, Catarina jejuava duas vezes por semana e participava diariamente da Santa Missa.

Seu coração escutava o chamado de entregar-se inteiramente a Cristo através da vida religiosa. Seu pai, porém era contra essa decisão, enviando a filha até Paris para trabalhar junto com o irmão no restaurante que ele conduzia. Mesmo com a insistência do pai, nada poderia calar a voz que chamava Catarina, assim, ela finalmente entrou para a Ordem das Irmãs da Caridade.

Ainda postulante, Catarina teve visões místicas e simbólicas de São Vicente de Paulo. Mas, foram as visões da Senhora das Graças que transformaram a sua vida completamente.

Como uma intimidade de mãe e filha, Catarina recebeu a graça de pôr suas mãos dobradas sobre os joelhos da Virgem e escutar suas revelações.

Essa santa mulher, contou suas visões apenas para sua superiora e a seu diretor espiritual. Depois da sua profissão religiosa, Irmã Catarina foi mandada para o abrigo da Rue de Reuilly, e lá passou os próximos 46 anos de sua vida em trabalho serviu e humilde. Apesar da fama da Medalha Milagrosa, a identidade de Catarina só foi revelada em seu leito de morte.

Quando fizeram a exumação de seu corpo, encontraram os seus restos perfeitamente intactos.

Que através do exemplo e intercessão de Santa Catarina de Labouré, possamos ser íntimos da Santa Mãe de Deus!

Santa Catarina de Labouré, rogai por nós!