Imaculada Conceição: 8 de dezembro

No dia 8 de dezembro, celebramos o dia de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, ou seja, o mistério da mãe de Jesus ser Imaculada Conceição. Ele refere-se a um dogma através do qual a Igreja declarou que a concepção da Virgem Maria foi sem a mancha (mácula em latim) do pecado original. Desde o primeiro instante de sua existência, a Virgem Maria foi preservada do pecado pela graça de Deus. O dogma declara também que a vida da Virgem Maria transcorreu completamente livre de pecado.

Em 1304, o Papa Bento XI reuniu uma assembleia de doutores em Teologia, para determinar questões sobre a Imaculada Conceição da Virgem. Foi o franciscano João Duns Escoto quem solucionou a dificuldade ao mostrar que Deus havia preservado Maria do pecado original, pois a Santíssima Virgem era destinada a ser mãe do seu Filho. Isso é possível pela Onipotência de Deus, portanto, o Senhor, de fato, a preservou, antecipando-lhe os frutos da redenção de Cristo.

Com isso, a doutrina da Imaculada Conceição foi introduzida no calendário romano. A própria Virgem Maria apareceu em 1830 a Santa Catarina Labouré pedindo que se cunhasse uma medalha com a oração: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”.

O dia da festa da Imaculada Conceição foi definido em 1476 pelo Papa Sisto IV. A existência da festa era um forte indício da crença da Igreja na Imaculada Conceição, mesmo antes da definição do dogma no século XIX.

No dia 8 de dezembro de 1854, através da bula Ineffabilis Deus do Papa Pio IX, a Igreja oficialmente reconheceu e declarou solenemente como dogma: “Maria isenta do pecado original”.

Quatro anos após o dogma ser aceito, a Virgem Maria, na sua aparição em Lourdes, confirmou a definição dogmática e a fé do povo dizendo: “Eu Sou a Imaculada Conceição”.

Nossa mãe celestial é pura, santa, sem pecado e nos ama com um amor puro, santo e divino. Por isso, podemos recorrer a ela sempre, com confiança e fidelidade.

Nossa Senhora da Imaculada Conceição, rogai por nós!

 

Por Adora Comunicação

compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *