7 fatos sobre Santo Antônio que você vai gostar de descobrir

Santo Antônio nasceu em 15 de agosto de 1195, em Lisboa, Portugal. É filho de Martim Afonso e Dona Maria, batizado com o nome de Fernando. Aos 15 anos entrou para um convento agostiniano, primeiro em Lisboa e depois em Coimbra, onde provavelmente se ordenou em 1220, ano em que entrou para a Ordem Franciscana com a esperança de pregar aos sarracenos no Marrocos.

Passou parte de sua vida em Portugal, na Itália e na França, e destacou-se como um grande teólogo místico e orador. Era um homem amigo de Deus e das pessoas e um fiel discípulo de Jesus que trilhava atentamente os passos do Mestre. Faleceu em Pádua, na Itália, em 13 de junho de 1231.

O santo franciscano era conhecido pelos inúmeros milagres realizados ainda em vida, o que não parou de acontecer após sua morte. Há relatos de que ele curava até aqueles que eram deixados na porta da Igreja.

Também é bastante conhecido como “o santo casamenteiro”, mas há muito que se descobrir da vida deste grande santo. Conheça alguns fatos:

1 – A fama de ser casamenteiro

O tema casamento não é algo que estava muito presente em suas pregações. Mas, diz uma lenda que uma moça, ao se ver sem condições de pagar as despesas de seu casamento, correu a Santo Antônio e pediu ajuda. O santo, então, lhe deu um bilhete e disse que fosse até um comerciante da cidade. No bilhete estava escrito para o comerciante entregar à moça moedas de prata correspondente ao peso do papel. Foram necessários 400 escudos da prata para que a balança atingisse o equilíbrio. Foi nesse momento que o comerciante se lembrou que um dia havia prometido 400 escudos de prata ao santo, sem ter cumprido a promessa. A moça pôde, assim, casar-se de acordo com o costume da época.

2 – O santo das coisas perdidas

A Santo Antônio é atribuída orações para encontrar as coisas perdidas. Mas, não somente aos objetos perdidos. O santo é um grande intercessor das pessoas que se sentem perdidas e desejam se reencontrar em si mesmas. Recorrer à intercessão dele pela conversão de vida é a certeza de receber um grande socorro de Deus. São muitas as pessoas que ao visitarem a Basílica de Pádua, local onde está o túmulo dele, testemunham que o santo é um convite a voltar para o Senhor.

3 – O pregador dos peixes

A cidade de Rimini era conhecida pelas inúmeras heresias. Entre elas estava a filosofia que pregava a negação da divindade de Cristo. Foi lá que o frade Antônio, em meio a muitos hereges, dirigiu-se até o Rio Marechia para ter um momento de intimidade com Deus, por meio da oração. Ao sair desse momento, ele pregou para os peixes sobre o bem que o sal do mar lhes ocasionava e o quanto era bom louvar a Deus pelo bem. Ao finalizar sua pregação, Santo Antônio elevou a Deus o “cântico dos peixes”.

4 – O pão dos pobres

Antônio era um homem comovido pela pobreza. Isso fez com que uma vez ele pegasse todo o pão que tinha no convento em que morava e distribuísse aos pobres. Quando o irmão padeiro percebeu que não tinha pão para a refeição dos frades, Antônio o falou do seu feito e pediu que o irmão padeiro fosse olhar novamente o local onde era de costume guardar os pães. Chegando lá, o irmão voltou surpreso e cheio de alegria, pois os cestos transbordavam de pães. Eram tantos pães que tiveram que distribuí-los também aos pobres.

5 – A mula em adoração ao Santíssimo Sacramento

Certa vez um herege que negava a presença de Cristo no Santíssimo Sacramento disse a Santo Antônio que para ele acreditar na Eucaristia queria um milagre e propôs deixar sua mula sem comer pelo período de três dias. Passados os três dias oferecer-lhe-ia feno e aveia, e Frei Antonio a Hóstia consagrada. Se o animal deixasse a comida para ir adorar ao Santíssimo, ele creria. Tal fato aconteceu diante de toda a cidade. E a mula faminta, foi ajoelhar-se diante da Eucaristia que Santo Antônio segurava nas mãos, deixando o alimento de lado e passando a respeitar a Hóstia consagrada.

6 – Amigo de Nossa Senhora

O santo era amigo de Nossa Senhora desde a infância e por ela muitas vezes viu-se sendo socorrido. Um dia, o demônio não suportando mais o bem que o santo fazia, tentou enforcá-lo violentamente. Antônio mal proclamou as palavras da antífona a Nossa Senhora, “O Gloriosa Domina” e o demônio fugiu apavorado. Ele, após se recompor, viu a seu lado a Rainha do Céu resplandecente de glória.

7 – Antônio e o Menino Jesus

Uma vez Santo Antônio estando hospedado na casa de uma família de amigos despertou curiosidade no dono da casa. À noite, enquanto todos já haviam se recolhido para dormir, o dono da casa percebeu uma luz muito forte que saia do quarto do frei. A intensidade era tanta que o fez levantar-se para espiar o santo. A grande surpresa: viu Antônio com o menino Jesus no colo. O menino abraçava o santo pelo pescoço. Ambos conversavam amigavelmente.

Atualmente, Santo Antônio é considerado um dos santos mais venerados da Igreja, e padroeiro de várias paróquias no Brasil e no mundo.

Agora que você conheceu alguns dos fatos da vida de Santo Antônio, não deixe recorrer à sua intercessão.

compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *