4 motivos para você não perder o Congresso Continental da Misericórdia nas Américas

A Misericórdia de Deus ocupa lugar central na relação entre a humanidade e Deus e, por isso, sempre foi motivo de reflexões e esforços por parte da Igreja. De modo particular, se analisarmos as figuras dos três últimos papas, claramente podemos observar a intensidade com a qual o tema vem sido discutido. É possível identificar isso no pontificado de João Paulo II, que assumiu o anúncio da Misericórdia como sua prioridade, em Bento XVI, que nos trouxe riquíssimos documentos e embasamento teológico para o aprofundamento desta característica de Deus até a presente explosão pastoral – profundamente marcada pela Misericórdia de Deus – conduzida pelo Papa Francisco.

Sobre este apogeu da Misericórdia de Deus, Bento XVI escreveu: “Para mim é um sinal dos tempos o fato que a ideia da misericórdia de Deus seja sempre mais central e dominante”. O Congresso Continental da Misericórdia nas Américas – ACCOM, de 22 a 25 de junho, será, sem dúvidas, uma excelente oportunidade para o aprofundamento neste tema que é tão rico e tão necessário nos tempos de hoje.

Por isso, selecionamos aqui alguns bons motivos para que você não fique de fora deste encontro. Confira:

  1. A programação do Congresso: O ACCOM será ponto de encontro de bispos, leigos, religiosos e representantes de instituições que lidam diretamente com as obras de misericórdia. Será um espaço riquíssimo de encontro, partilha, oração e convivência. Quem participar do Congresso, terá a oportunidade de receber formações, acompanhar as conferências e, sobretudo, compreender melhor como, individual e comunitariamente, se pode viver e acolher a misericórdia.
  2. Será a primeira vez que o Brasil recebe a Conferência: É, também, o primeiro que acontecerá no Continente Americano. A ocasião faz parte das celebrações  que marcam os 300 anos do encontro da venerada imagem de Nossa Senhora Aparecida, Rainha e Padroeira do Brasil. Um marco histórico para o nosso país: a misericórdia de Deus e a proteção de Nossa Senhora.
  3. Oportunidade para manter viva a experiência do Jubileu Extraordinário da Misericórdia: Este momento, para a Igreja, marcou um tempo de mudança de cultura, abertura ao outro e missionariedade. Alcançar Misericórdia e ser Misericórdia. Esse apelo é, claramente, atemporal. As palavras do Papa Francisco têm nos movimentado constantemente nesta direção. Participar do ACCOM será, sem dúvida, uma forte experiência de contemplar Jesus Cristo, que “é o rosto da misericórdia do Pai.” (Papa Francisco, Misericordiae Vultus).
  4. Ocasião para obter as indulgências do Ano Mariano: A Penitenciária Apostólica, em nome do Papa Francisco, anunciou recentemente que, aqueles que “penitentes e impulsionados pela caridade” visitarem na forma de peregrinação a Basílica do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Aparecida (SP), receberão indulgência plenária. Para alcançar a indulgência plenária, serão necessárias as condições habituais: a confissão sacramental, a comunhão eucarística e a oração na intenção do santo padre. Ou seja, participar do ACCOM já será uma grande graça, mas participar em um tempo tão significativo, como o Ano Mariano e na cidade onde a Basílica da Padroeira do Brasil está localizada, intensificará este momento de fé e experiência de amor.

Fonte: accom2017

Link: goo.gl/BDSSXj

compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *